Translate

sábado, 6 de fevereiro de 2016

A Farsa do vencer na vida!

    
       Quantos de nós já não deve ter escutado ao longo de nossas vidas a frase: "Você precisa ser alguém para vencer na vida." Só que por trás dessa frase que parece inofensiva está uma vida de escolhas, rejeição, mágoas, infelicidades, inimizades etc.

      Hoje dirigindo estava pensando em meio ao engarrafamento o quanto as pessoas são prisioneiras de suas escolhas e de bens materiais. Ao longo desses meus 29 anos de vida, convivi e conheci pessoas riquíssimas que empenharam suas vidas para construírem verdadeiros impérios e não puderam conviver, acompanhar e compartilhar as coisas mais simples da vida e as que verdadeiramente nos marcam. Vi homens poderosos se lamentarem por não poderem acompanhar o crescimento do seu filho e para cobrir sua ausência tiveram que pagar babas, escolas integrais, colônias de férias entre outros.

      Mulheres poderosas que não conseguiam amamentar seus filhos e usavam do dinheiro para sanar essa ausência. Vi pessoas que com um instalar de dedos conseguiam movimentar o mundo, mais não conseguia se livrar de um câncer, uma Aids ou até mesmo salvar a vida de um ente querido.
      Nesses meus 29 anos de vida e 8 atuando como professor nas comunidades mais carentes e selvagens do Rio de Janeiro, vi pessoas que tinham o básico do básico e serem felizes por estarem junto de seus entes queridos, poder levar seu filho (a), a escola, a um parque. Pessoas dando o pouco que tinham em suas despensas para ajudar o seu vizinho, por estar desempregado ou não ter como naquele mês levar o mínimo de dignidade para sua família. Vi também pessoas riquissimas dispensarem seus funcionários por centavos em que pagou errado uma fatura de sua empresa.
      Não sou religioso e nem religião tenho e apesar de por parte de mãe ser de familia católica e evangélica e por parte de pai ser de familia católica e do Candomblé, só acredito em Deus e mais nada sem vínculos com nenhuma religião. Mas cheguei a conslusão de que onde aprendemos a dar valor o nosso bem mais precioso é nas periferias, comunidades carentes e quem fez isso com maestria foi Jesus Cristo nos ensinando o que é ser ser humano.
      Para sermos felizes não precisamos ter milhões em contas bancárias, tirar vidas por ganância, dar a vida por um emprego ou um objetivo de vida. Mais sim nos basta o essencial para ter uma vida digna que nada mais é do que estar vivo, com saúde, estar com a família e amigos. Quer  maior prazer do que poder levantar e ter tempo para se dedicar um filho (a), a esposa (o), a fazer algo que se gosta?
      Para encerrar esse meu humilde artigo, usarei uma frase de Pepe Mujica e em seguida os três últimos desejos de Alexandre o Grande no leito de morte.

“Eu não sou pobre, eu sou sóbrio, de bagagem leve. Vivo com apenas o suficiente para que as coisas não roubem minha liberdade.” (Pepe Mujica).

Quando, à beira da morte, Alexandre convocou os seus generais e relatou seus 3 últimos desejos:

    Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época;
    Que fosse espalhado no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistados (prata, ouro, pedras preciosas...);
    Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.

Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a Alexandre quais as razões. Alexandre explicou:

    Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO têm poder de cura perante a morte;
    Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem;
    Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos.


      Aproveitem nosso bem mais precioso que é a vida. Valorize-a, e de valor também a dos animais, e a das pessoas, pois desde o momento que a tiramos tudo acaba alí. Dedique um tempo a quem você ama, diga as pessoas que são importantes para você que você as ama. Não se torne um escravo do Materialismo ou de uma profissão, VIVA!
                                                                                                                                 Edgard Brasil
Comentários com xingamentos, ofensas e qualquer tipo de agressão escrita que afete a integridade física e psicológica dos membros desse Blog, serão denunciados, bloqueados e removidos!

O MUNDO CONECTADO COM O LIVRE DA CAVERNA